fbpx
+55 21 4108 0892 (WhatsApp)
contato@psiquebuilder.com

Hipnoterapia como ferramenta para tratar a depressão

Centro de Psicologia e Hipnoterapia Clínica

Hipnoterapia como ferramenta para tratar a depressão

Transtorno atinge quase 10% dos brasileiros, de acordo com a OMS. Sessões de hipnose auxiliam os pacientes a analisarem de forma mais profunda as causas do adoecimento

Que a depressão é a doença do século, a maioria das pessoas já ouviu falar. A popularidade do tema não é em vão, de acordo com a OMS, esse transtorno atinge cerca de 9,3% dos brasileiros. A hipnose clínica entra nesse cenário como uma forma alternativa de terapia, entenda como essa técnica pode auxiliar no tratamento, mesmo em casos mais graves.

A intenção é que o paciente consiga analisar os fatores que causam o quadro de depressão de forma mais clara, descobrindo suas causas e agindo diretamente no problema. Após os motivos serem identificados, o trabalho poderá ser direcionado para essas razões.

A hipnose ainda soma o benefício de incentivar a observação do lado positivo, cultivando o hábito de valorizar as qualidades pessoais, mudando a forma como o paciente encara a vida e os problemas. A pessoa passará a se entender melhor, e lidar com as questões da vida de forma mais leve.

Mas o que é a hipnose?

É uma técnica de tratamento que funciona com auxílio do estado de transe ao qual o paciente é induzido, que possibilita o encontro das causas dos problemas emocionais. Mesmo não parecendo, é um método simples, que proporciona um estado de relaxamento que acontece entre o sono e a vigília.

Esse procedimento faz com que a frequência cerebral diminua, assim, contribui para o aumento da concentração focada. Durante esse período, o terapeuta acessa o subconsciente para tentar encontrar as possíveis causas e tratar essas memórias traumáticas que normalmente originam o problema. Assim, a pessoa consegue rever o fato e encontrar a melhor forma de resolvê-lo. O método é tão eficaz que os resultados podem ser vistos nas primeiras sessões.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o nosso post sobre mitos e verdades na hipnose clínica.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: